- Mapa de Isotermas Aparentes da Superfície sobre Imagem Pancromática
03/09/1999
escala 1:100.000 (DWF), 1:200.000 (JPG) e 1:100.000 (PDF)
||||

- Temperatura Aparente da Superfície Alvo de Registro
03/09/1999
escala 1:100.000 (DWF), 1:200.000 (JPG) e 1:100.000 (PDF)
||||

- Unidades Climáticas Urbanas
2000
escala 1:100.000 (DWF), 1:200.000 (JPG) e 1:100.000 (PDF)
||||

- Unidades Climáticas Naturais
2000
escala 1:100.000 (DWF), 1:200.000 (JPG) e 1:100.000 (PDF)
||||

* Para visualizar os mapas, consulte a seção Índice de Mapas



Apresentação


Bases de informação

Neste tema são apresentados quatro mapas temáticos; dois mapas de temperatura aparente da superfície, mapa das unidades climáticas naturais e mapa das unidades climáticas urbanas.

Para elaboração dos dois primeiros mapas, foram utilizadas as imagens do satélite Landsat-7, datadas de 03/09/1999, as mesmas utilizadas para execução do mapa da cobertura vegetal (item 5.2.2).

Os principais controles climáticos naturais utilizados para a definição dos climas locais e mesoclimas (unidades climáticas naturais), foram o Oceano Atlântico, a altitude e o relevo. Mapas e informações pré-existentes sobre o tema foram utilizados pelos autores do mapa (TARIFA & ARMANI, 2000).

Os dados sobre atributos climáticos e circulação regional dos ventos, foram obtidos, respectivamente, das estações do Mirante de Santana, que encontram-se exemplificados no Quadro 1 para o ano de 1967, e do Aeroporto de Congonhas.

Já o mapa das unidades climáticas urbanas, também elaborado pelos profissionais supracitados, foi obtido através da sobreposição de diversas informações mapeadas (a própria temperatura aparente da superfície, uso do solo, etc) e da interpretação dos resultados de sua interação com os aspectos naturais componentes do clima e retrata a configuração.



atlasambiental@prefeitura.sp.gov.br