O "Atlas Ambiental do Município de São Paulo" é um projeto conjunto da Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente - SVMA - e da Secretaria Municipal de Planejamento Urbano - SEMPLA.
Trata-se de um projeto interdisciplinar, que tem como objetivos a criação e a manutenção de um Sistema Municipal de Informações Ambientais, item previsto na própria Lei Orgânica do Município de São Paulo (L.O.M.).

Nesta fase, os trabalhos tiveram como principal meta as áreas verdes, constituindo-se no que foi chamado de "Diagnóstico e Bases para a Definição de Políticas para as Áreas Verdes no Município de São Paulo".

Iniciado em 1999, a partir de discussões ocorridas no âmbito da SVMA, o projeto contou com o apoio da FAPESP - Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo -, ressaltando-se ser a primeira vez que essa conceituada instituição financia diretamente um projeto da Prefeitura do Município de São Paulo. Ao mesmo tempo, o "Atlas Ambiental do Município de São Paulo" alimenta, com suas informações, o Projeto Biota da FAPESP, que está levantando e estudando a biodiversidade do Estado de São Paulo.

Do trabalho dos técnicos da SVMA e da SEMPLA e da colaboração de professores ligados à Universidade de São Paulo, foram obtidos como produtos, durante a evolução do projeto, um CD-ROM e respectivo site em Dezembro de 2000 (ora atualizado), os relatórios parcial e final apresentados à FAPESP respectivamente em Agosto de 2001 e Agosto de 2002, tendo recebido a aprovação final dessa instituição em Setembro de 2002.

O "Atlas Ambiental do Município de São Paulo" tem os seus resultados publicados na Internet, como forma de tornar suas informações disponíveis aos técnicos da administração municipal e ao cidadão, utilizando-se do potencial oferecido pela rede mundial de computadores para a democratização do conhecimento, ferramenta fundamental no apoio ao processo de tomada de decisões estratégicas para uma adequada gestão da cidade de São Paulo